Don’t be a chicken

FilmeFobia, melangé de documentário e ficção dirigida por Kiko Goifman, lambeu o prato no 41º Festival de Brasília (levou cinco Candangos, inclusive o de Melhor Filme). A idéia – pôr atores e não-atores em confronto com suas maiores fobias, num unidunitê entre o que é real e o que não é – ganhou o júri e rendeu cenas impagáveis, como a da frota de carrinhos comandados por controle remoto, com vibradores acoplados à garupa, acelerando rumo a uma mocinha, filha de ginecologista, cheia de dedos (ah, o trocadilho) para fazer sexo. Mas o mote não tem nada de original. Quer ver só? Dá uma olhada nesta convidada de um talk show qualquer (apurar pra quê, meu Brasil?), convocada a falar sobre seu pavor de… galinhas. Esqueça Paris Hilton: as literais mesmo. Saca só: enquanto a pobre coitada explica, aos soluços, sua fobia à platéia, o telão exibe os bichos assados, estilo franguinho de padaria. Pior são os dois gaiatos, vestidos com fantasia gigante e amarela da ave maldita, que colocam para correr atrás da moça. Não cante de galo perto dela. Com a palavra, o YouTube:  

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: