Espetinho de carne-de-sol

mi

O astro-rei está para Miyuki como filé para Homer Simpson. “Eu como o sol“, diz a mulher de Yukio Hatoyama, novo primeiro-ministro do Japão. “Desta forma: yum, yum, yum. Me dá uma baita energia.”

Ele prefere manter a dieta na sombra, mas a ex-dançarina e autora de livros como A Comida Havaina Espiritual de Miyuki Hatoyama entrega. “Recentemente, meu marido começou a fazer isso também.”

Yukio Hatoyama assume o cargo num momento delicado para o país. Na semana passada, seu partido, o Democrata do Japão, bateu, com folga, o Liberal Democrático, um fominha do poder – estava há 54 anos (salvo alguns meses entre 1993 e 1994) com a faca ginzu e o queijo tofu na mão. O povo está insatisfeito. O crescimento no país estagnou – a crise deu uma forcinha, claro, mas o problema é velho. Assim como a população japonesa, que só faz ganhar rugas. Rápido. Até demais. Tanto que, em breve, a previdência do país terá um faniquite. Como se não bastasse, perto do dragão chinês, o país cada dia mais se assemelha a uma lagartixa caquética.

Se o mandato do marido for tão trapalhão quanto o de seu antecessor, Taro Aso, Miyuki pode se refugiar em cercania mais próxima ao sol que tanto a energiza. Vênus. “Um lugar lindo, e muito verde”, defende a mulher de 66 anos, que – ela jura pelo cosmos – foi abduzida por alienígenas, numa noite de 1989.

Não se pode negar que a Sra. Hatoyama esteja no lugar certo, com a pessoa certa. Sua nação, afinal, é a do sol nascente – um verdadeiro Porcão em termos de gastronomia solar, se depender do nome. Já seu marido atende pelo apelido de “alien” – não por ter casa de veraneio no planeta visitado pela esposa há 20 anos, e sim pelos olhos saltados, como se fossem dois siliconados pedindo para sair do maiô vermelho de Baywatch.

Michelle, Carla, Marisa. A partir de agora, tão emocionantes quanto uma lata de salsichas em conserva.

Para saber mais sobre Miyuki, leia a reportagem do Guardian.

Anúncios

Uma resposta to “Espetinho de carne-de-sol”

  1. Natalia Says:

    Muito bom.
    É como diz aquele provérbio samurai: “No Japão, o sol se põe na mesa”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: